Comunicação não-verbal: um guia para os pais

foto do autor

Por Mary Dubois

Ah, paternidade! Uma jornada cheia de alegria, admiração, mas também perguntas sem fim:

  • “Meu filho está comendo o suficiente? »,
  • "Por que ele não para de chorar?" »,
  • "O que esse olhar significa?" »…

Hoje vamos nos concentrar nesta última questão, abordando o vasto campo da comunicação não-verbal.

A evolução da comunicação não-verbal com a idade

As crianças não nascem apenas comunicadores, mas também são excelentes aprendizes. Lá comunicação não verbal de seu filho vai crescer e se desenvolver à medida que cresce e aprende.

Bebês

Os bebês têm um repertório limitado de comunicação não-verbal, baseado principalmente no choro e no movimento corporal. O choro pode indicar fome, necessidade de troca de fralda ou apenas vontade de um abraço caloroso.

bebês

À medida que seu filho cresce e desenvolve suas habilidades motoras, sua comunicação não verbal também cresce. As crianças pequenas começam a usar gestos deliberados, como apontar, e seus linguagem corporal ficará mais complexo.

pré-escolares

Na idade pré-escolar, as crianças começam a entender que seu comportamento tem um impacto nos outros. Eles podem começar a usar a comunicação não-verbal para manipular as situações a seu favor (todos nós conhecemos o olhar fixo para conseguir o que querem, certo?).

Leia também:  Comunicação Não Violenta

crianças em idade escolar

À medida que as crianças crescem e começam a frequentar a escola, seus compreensão da comunicação não verbal torna-se mais sutil. Eles começam a entender que o tom de voz, o contato visual e a expressões faciais podem mudar o significado de suas palavras.

Esse conhecimento da evolução da comunicação não-verbal pode ajudar os pais a adaptar suas respostas e entender melhor seu filho em cada estágio de seu desenvolvimento. desenvolvimento. Portanto, a jornada da paternidade pode se tornar um pouco menos confusa e muito mais gratificante!

comunicação não verbal - mãe filho

Compreendendo a comunicação não-verbal em crianças

Todos os pais sabem que as crianças são criaturas incrivelmente expressivas, mesmo antes de começarem a falar. Seus rostos, gestos e até suas lágrimas são meios de comunicação. Essas manifestações, que classificamos como comunicação não verbal, podem nos ajudar a compreender suas necessidades e emoções.

Tipos de Comunicação Não-Verbal

A comunicação não-verbal se enquadra em várias categorias:

  • O expressões faciais : Seu filho está sorrindo amplamente ou franzindo a testa? Essas expressões podem indicar sentimentos de alegria ou frustração.
  • O Linguagem corporal : Uma criança que se aconchega pode precisar de segurança, enquanto outra que se levanta e desvia o olhar pode ficar chateada.
  • O gestos : Gestos de mão ou braço podem ser uma forma inicial de linguagem.
  • O Contato visual : Um olhar firme pode indicar interesse ou demanda por atenção.
  • O Lágrimas e a Sons : Diferentes tipos de choro podem significar coisas diferentes. Por exemplo, um choro alto e agudo pode indicar dor, enquanto um gemido fraco pode significar fadiga.
Leia também:  Pais “casca de ovo”: pisando em ovos para preservar a tranquilidade familiar
Tipo de ComunicaçãoDescriçãoExemplo
expressões faciaisEmoções expressas pelo rostoSorria, franza a testa
Linguagem corporalpostura e movimentos corporaisAconchegue-se, desvie o olhar
gestosMovimentos de mão ou braçomostrar, apontar
Contato visualA intensidade e a duração do olharOlhe diretamente, evite olhar
Gritos e sonsOs diferentes tipos de sons produzidoschorar alto, gemer
comunicação não verbal - pai filho

Como responder à comunicação não-verbal

Agora que deciframos essas pistas não-verbais, o que fazemos? Aqui estão algumas dicas para responder de forma eficaz à comunicação não-verbal do seu filho:

  • Ouça com seus olhos : Preste atenção aos sinais não verbais de seu filho e tente entender o que ele está tentando comunicar.
  • Responda com empatia : Reconhecer as emoções de seu filho pode ajudá-lo a se sentir compreendido.
  • Incentive a expressão : Incentive seu filho a usar gestos e expressões para se comunicar.

Erros a evitar

  • Ignore os sinais não verbais: se seu filho começar a chorar ou ficar inquieto, provavelmente está tentando lhe dizer algo.
  • Reação exagerada: é importante manter a calma e a compreensão ao lidar com as emoções de seu filho.
  • Expressão não encorajadora: Deixe seu filho expressar seus sentimentos livremente.
comunicação não verbal - pai filho

Comunicação Não-Verbal e Educação

Finalmente, é importante observar que a comunicação não-verbal também pode desempenhar um papel crucial na educação de seu filho. Como pais, muitas vezes somos modelos para nossos filhos, e eles aprendem muito com nossos próprios comportamentos não-verbais. Portanto, tente estar ciente de suas próprias dicas não verbais ao interagir com seu filho.

Leia também:  Como conciliar vida familiar e vida profissional?

Concluindo, entender a comunicação não-verbal pode melhorar muito seu relacionamento com seu filho e facilitar a paternidade. Então, da próxima vez que seu anjinho lhe der um olhar perplexo, lembre-se: não é você, é ele tentando lhe dizer algo!

Aqui está uma folha de dicas rápida para ajudá-lo a se tornar um profissional em comunicação não-verbal:

  1. Ouça com os olhos e preste atenção aos sinais não verbais de seu filho.
  2. Responder com empatia e reconhecer emoções de seu filho.
  3. Incentive seu filho a usar gestos e expressões para se comunicar.
  4. Esteja ciente de suas próprias dicas não verbais ao interagir com seu filho.

Lembre-se, a paternidade é uma aventura, não um destino. Portanto, aproveite a jornada, mesmo que às vezes você tenha que traduzir a linguagem não verbal de seu filho ao longo do caminho!

Deixe um comentário